Juan Manuel Burgos

Durante esta jornada tivemos dois seminários, um a cargo de Cecília Olea Mauleon (Peru) sobre “Estado Laico” e o outro facilitado por Amaranta Gómez Regalado (México) sobre “Religiões Indígenas e Fundamentalismos Religiosos”.

institute

O foco principal da apresentação de Cecília foi a importância do espaço público e da laicidade. Refletiu sobre a modernidade como o contexto onde aparecem o estado laico e a raça, o gênero e a sexualidade como formas de dominação. Trabalhando em grupos, as e os participantes elaboraram estratégias para incrementar a laicidade e combater as opressões.

institute

Amaranta, por sua vez, propôs uma recapitulação das identidades “trans” e bissexuais nas sociedades indígenas de várias partes do mundo, revisitando os contextos, destinos e situações atuais desses sujeitos. Partindo de uma dinâmica de apresentação das e dos participantes, recuperou a noção de etnicidade na experiência latino-americana dos e das presentes. Em seguida, com outro exercício em grupo, fez-nos concentrar na questão da desapropriação para situar as violências a que está exposta a comunidade LGBTI, principalmente as comunidades trans indígenas. Depois desta dinâmica, que mexeu profundamente com várias das e dos participantes, Amaranta apresentou informações que aprofundaram o debate sobre desapropriação, com destaque para a situação de ti muxhes (México) a partir de um documentário recente sobre esta população.

institute

Más fotos en http://www.flickr.com/photos/jandiraqueiroz/