O segundo dia de trabalho continuou nas mãos de Marco Huaco (Peru), que fez uma apresentação crítica da categoria direito natural, evidenciando a maneira como o discurso de Direitos Humanos se relaciona com a mesma. Abordou o papel que o direito natural ocupa no discurso do Estado Laico, e como ele é utilizado para defender a postura moral, os órgãos institucionais do Vaticano e os movimentos afins. Além disso, vimos um pouco das organizações e redes fundamentalistas atuantes na América Latina.

institute

Na parte da tarde, a facilitadora Valeria Melki (Brasil), trouxe o seminário intitulado “Sexualidades e Religião”, em que realizamos uma revisão histórica sobre a visão de hierarquia católica sobre as sexualidades. Trabalhamos a noção de pecado, condenação da sexualidade e hierarquização do homem sobre a mulher. Mais tarde, Valeria expôs as formas como se relacionam as noções de dominação, gênero e sexualidade a partir de uma perspectiva religiosa e uma moral sexual tradicional. As e os participantes propuseram estratégias de dissidência frente a estas perspectivas morais.

institute